a Brazil Motorhome Show me decepcionou

Olá amigos e amigas que se interessam por motorcasa e afins. Quem acompanhou aqui no blog e no Facebook sabe que eu procurei divulgar uma exposição de fabricantes e revendas de motorhomes, trailers, campers e produtos correlatos que aconteceu (sim, aconteceu) no último final de semana na cidade paulista de Jundiaí, a 2ª Brazil Motorhome Show.

Primeiro quero deixar registrado que em vários momentos tive dúvidas até que a feira fosse realmente ocorrer, pois nem mesmo o site de divulgação recebeu a atenção devida e eu mesmo e alguns conhecidos buscamos informações diretamente perante os organizadores ao longo dos dois últimos meses e as respostas eram sempre insatisfatórias, mas, como já sabemos, ela aconteceu(!). Pra você ter uma noção, até este instante o site exibe fotos do evento anterior.

Diante das mudanças repentinas de público alvo da feira, que inicialmente tratava de motorhomes e passou claramente a focar mais food trucks (carros que vendem comida) e do preço cobrado para ingresso, que pessoalmente achei exorbitante, não tive muita vontade de ir.


Mas... como ontem, 26 de abril de 2015, último dia do evento, eu estava passando com minha filha pela Rodovia Anhanguera, a 300 metros do Parque da Uva, resolvi levar ela para dar um passeio, aproveitando que o ingresso estava em liquidação - isso mesmo: a coisa estava tão fraca que resolveram baixar de 65 para 30 o preço (ainda caro) na bilheteria e disseram: "o comércio de Jundiaí subsidiou o valor dos nossos ingressos", mesmo assim presenciei várias pessoas que aparentavam ser de bom poder aquisitivo reclamarem que estava caro (concordo) e voltar da bilheteria. Não perderam grande coisa.

Quem subsidiou mesmo? Que eu me lembre, de Jundiaí eu só vi na feira uma concessionária da Mercedez-Benz expondo chassis do VUC Sprinter e uma loja de baterias automotivas, por sinal uma ótima empresa. Ah, tinha umas barraquinhas de artesanato lá fora com gente da cidade vendendo relógios (bonito o trabalho do artesão Iron Man), miçangas, sabonetes... Talvez eles tenham bancado a redução no valor dos ingressos.

Oh, sim, eu paguei os famigerados 30 reais. Minha filha entrou na faixa por causa da pouca idade, regra da organização. Se você achava que eu tinha ganhado pelo menos o ingressinho pra divulgar a feira, está esclarecido agora, só divulguei e divulgaria novamente por se tratar de interesse dos caravanistas e campistas, entusiastas e simpatizantes do estilo de vida, não me ofereceram e eu também não pedi nada em troca. E espero realmente ter ajudado pelo menos uma pessoa que seja e peço desculpas a quem possa ter se decepcionado, eu também esperava mais.

MINHAS IMPRESSÕES SOBRE O EVENTO

Eu não havia ido à primeira edição, que ocorreu em 2013 e, pelo que li e assisti em vídeos na internet, pareceu que foi um grande sucesso de público e com bastante expositores e por mais pessimistas que fossem minhas expectativas para 2015, consegui me decepcionar. Observando os videos, chego a pensar em algo como aqueles programas de auditório de televisão, onde os figurantes contratados pelas emissoras ocupam as posições estratégicas para aparecer na tela.

Usando aqui as palavras de um motorhomista que comentou em um dos grupos que sigo no Face, cujo nome não citarei por não haver pedido sua autorização: "virou uma feira de motorhomes do lado de fora", "parecia feira livre de automóvel" dessas que você paga 20 conto e larga seu carro lá.

Tinha mais veículos particulares expostos do lado de fora do pavilhão que produtos oficiais lá dentro, dava pra dançar entre os stands, correr e dar cambalhotas, sem esbarrar numa alma vivente, tinha muito mais gente trabalhando que visitantes - pelo menos ontem à tarde.

Li também na rede social que havia na feira um veículo usado exposto para venda por 90 mil reais e que o mesmo carro estava anunciado no site Mercado Livre por 60 mil. Sacanagem.

Vi algumas pessoas perguntarem o preço de um motorhome que não era banhado a ouro pra um representante de um expositor e fazerem cara de espanto. Uma mulher de muito boa aparência (cara de rica - rs) olhou pro marido, olhou pro vendedor e disse algo mais ou menos assim: "Quanto? 460 mil? Nossa, que caro, não acho que vale isso tudo". Muito menos eu, senhora, muito menos eu.

O bonito trailer infanto-juvenil de fotografia é do expositor Rody Trailer e foi publicada na página oficial da organização do evento. Minha filha adorou ele.

A FOME TÁ APERTANDO, VAMOS COMER

Mesmo carregando uma criança no colo e entrando calmamente com ela em trailers e motorhomes que nem despertaram meu próprio interesse, em pouco mais de meia hora eu já não tinha mais o que fazer ali e saí à procura da praça de alimentação que fazia parte da "1ª Brazil Food Truck Show". 


Cheguei num lugar semi-deserto, onde as poucas pessoas que ocupavam algumas cadeiras ou conversavam em pé tinham cara de quem volta de um velório e metade dos pouquíssimos "food trucks" em serviço estava fechada, imaginei que tivessem fechado para almoço! A fotografia acima diz muita coisa, não foi feita por mim, é da página oficial do evento na rede social.

Não gostei do ambiente e decidi procurar por algum lugar com mais gente alegre pra comermos, nem vi os preços, mas li em um dos grupos que sigo do Facebook que um lanchezinho qualquer estava custando 20 paus, não duvido.

VAMOS À MINHA HUMILDE CONCLUSÃO

Bem, para quem ainda nunca entrou em um motorcasa, que não tem a mínima ideia de como ele é feito por dentro, dos espaços, dos equipamentos e tudo o mais, recomendo ou procurar por uma revenda e entrar nos veículos que estiverem em exposição, olhando tudo e perguntando tudo ao vendedor, ou entrarem em contato com a galera que promove encontros periódicos e participar de algum deles, fazer amizade com donos de motorhomes que estiverem por lá e trocarem ideias e conhecerem seus carros.

Para quem já conhece e quer comprar, alugar, encontrar peças ou prestadores de serviço, além da prosa com outros donos, o caminho é fuçar e fuçar a internet e sempre duvidar um pouquinho da maquiagem que lhe apresentarem nos sites, com cautela pra não entrar em roubada.

ALGUNS GRUPOS QUE SIGO NO FACEBOOK

Este blogueiro participa de alguns grupos na famosa rede social e aprende muito com outras pessoas que interagem com bastante frequência, observe as regras de cada grupo, caso queira participar, especialmente no quesito publicidade / propaganda, pois o objetivo deles não é divulgar seu produto ou serviço de graça. Segue a lista de alguns dos que acho mais interessantes.

seguranca veicular no motorhome

Dedico este texto especialmente àqueles que, assim como eu, preferem fazer adaptações em veículos produzidos em série e os converter em motorcasa em vez de comprar uma já pronta.

Acidentes acontecem! Se você não se preocupa com a segurança na hora de reformar, decorar, implantar equipamentos ou transformar seu ônibus, caminhão ou furgão em um motorhome, nem saia de casa com ele. 

A adição de itens como mesa, fogão, forno, refrigerador ou mesmo frigobar, armários e gabinetes, camas, poltronas, box de banho, sanitário, aquecedor de água, baterias extras, objetos de decoração e outros cacarecos à parte interna do bruto requer rigoroso planejamento, com distribuição de peso e volume muito bem estudada, preocupação constante com a ergonomia e principalmente uma fixação extremamente bem feita, conferida e revisada.

Malas, utensílios, calçados, só devem estar soltos e penduricalhos e objetos de decoração não fixados com extrema firmeza só devem estar compor o cenário quando - e somente quando - o veículo estiver ancorado, ou seja: estacionado em um local de seu destino para ser usado apenas como base fixa para dormir, comer... e fazer amor. Antes de dar a partida é preciso guardar, prender e conferir tudo.

Antes do gosto pessoal, o projeto de uma casa rodante deve privilegiar segurança e conforto.

TUDO VIRA PROJÉTIL EM CASO DE ACIDENTE

Em caso de colisão, seja ela frontal, transversal, traseira, um capotamento cinematográfico ou um simples abalroamento, tais equipamentos e objetos tendem a se desprender e ser arremessados com tamanha violência que podem provocar até mesmo a morte de algum ocupante, daí a importância de seu posicionamento muito bem planejado e de sua fixação adequada.

Durante os crash test (testes de colisão) feitos pela empresa texana Bailey's, fabricante de RVs, que você observa nas fotografias e vídeos desta postagem, peças do fogão e dos armários foram arremessadas para fora do veículo, levando a fabricante a modificar seus projetos. Assista as filmagens para você levar a sério o que eu estou dizendo.

NÃO INVENTE, USE O QUE JÁ FOI TESTADO

Antes de prosseguir, uma advertência: todos os ocupantes de motorhome em deslocamento devem estar devidamente sentados em poltronas específicas para uso automotivo/rodoviário e usando corretamente cintos de segurança. E as crianças devem obrigatoriamente usar adaptadores adequados à sua idade, peso e altura (moisés, cadeirinha, booster).

Dormir na beliche ou relaxar no sofá com o veículo em movimento, além de ilegal perante o Código de Trânsito Brasileiro e passível de multa e uns pontinhos na CNH, é extremamente arriscado. Sua vida vale mais que um cochilo.


A tentação de fazer um sofá maravilhoso, com estrutura e tapeçaria criadas por você ou imitando algum que você viu por aí é grande, mas deve ser contida. A estrutura de qualquer assento a ser usado com o carro em movimento deve ser do tipo comercial, fabricada especialmente para veículos automotores, de marca confiável e com sua base original de fixação muito, muito bem firme.

A sua criatividade pode ser exercitada sim no acabamento e desde que não comprometa a segurança. Na estrutura jamais! Pense seriamente na possibilidade de fazer inclusive reforço no assoalho, não só embaixo das poltronas, como também nos pontos de fixação de frigobar/geladeira e outros equipamentos.

VIDEOS DO CRASH TEST COM MOTORHOME

Assista os vídeos a seguir, eles podem servir não apenas de alerta, mas também como inspiração para o seu projeto de autocaravana, através deles você pode aperfeiçoar suas idéias e deixar seu RV super seguro, pra viver só coisas boas a bordo dela.

Observe especialmente o comportamento dos sofás artesanais durante a colisão, eles se desmontam, não oferecendo segurança alguma aos passageiros. Observe como a posição de cada ocupante influencia a maneira como seu corpo é projetado, observe a mesa, as portas do armário e tudo o mais ali dentro do veículo.

video 1

   

video 2

   

video 3

   

video 4

 

video 5

 

Tenha uma viagem segura!

um pao quentinho no seu trailer

Ah, viajar! Que coisa gostosa é curtir o mundo da janela do seu motorhome, longe do barulho, da correria e do stress da metrópole, sem ter que estar preso/a a uma pousada, a um hotel.

Como é bom acordar na hora que bem entender, só lavar o rosto e ir direto pra mesa do café, sem ter horário apertado pro seu desjejum e sem ter que tirar o pijama!

Em uma hospedagem você poderia até ter uma mesa farta, com pão quentinho te esperando, mas no motorhome você pode estar no meio do nada, numa praia, uma montanha, um sítio... Onde encontrar um pãozinho gostoso nessa hora?

Não se preocupe com isso, a tecnologia do nosso tempo nos privilegia com invenções maravilhosas, entre elas a fantástica máquina portátil de fazer pão.

Com ela você pode simplesmente colocar os ingredientes nos compartimentos, programar o timer e ir dormir sem preocupações e quando acordar ela vai ter preparado seu pão de maneira totalmente automática e exatamente ao seu gosto, sem a necessidade de você ficar monitorando.

Todo esse conforto você consegue por um preço bem acessível, com um investimento a partir de uns 200 reais você já pode adquirir sua "padaria em casa" e aproveitar melhor seu café da manhã na estrada, com um consumo de energia aproximado de 600 Watts, facilmente suportado por um inversor de corrente dos mais comuns e baratos ou por um gerador de energia portátil. Se preferir você pode esticar um fio até a tomada de um camping.

A panificadora acrescenta pouco mais de 6 quilos ao seu equipamento e ocupa um espaço bem pequeno, não mais que uns quarenta e poucos centímetros de profundidade e com largura e altura ainda menores e pode fazer de uma só vez cerca de um quilo de pão. Pense em levar uma na sua próxima aventura.

financiando o motorcasa sem segredos

Um dos participantes de um grupo que eu sigo no Facebook perguntou hoje se alguém sabia como financiar a construção do motorhome, o assunto rendeu um debate muito saudável e com valiosas opiniões e achei o tema interessante para postar aqui no blog. Vamos ao que interessa?

COMPRANDO UM MOTORHOME NOVO E PRONTO

Quem monta motorhomes em série tem interesse em te ajudar a comprar os produtos deles, nesse caso fica fácil obter crédito para a aquisição, pois as fábricas sempre fazem parceria com alguma financeira ou te dão indicação e até assessoria. Nível de dificuldade: extremamente fácil.

A empresa montadora pode te oferecer o equipamento todo já prontinho pra uso, bastando virar a chave na ignição e acelerar mundão afora ou pode apenas montar ele em cima do chassi de um veículo fornecido por você, nesse segundo caso caberá a você correr atrás primeiro do financiamento para comprar o veículo a ser usado na montagem em empresas como a BV e depois pleitear também o parcelamento do serviço. Nível de dificuldade: molezinha!

PARA CONSTRUIR O SEU MOTORHOME EM CASA

Em se tratando de uma construção única, artesanal e fora de série, vai ficar praticamente impossível encontrar um credor que ofereça o financiamento integral para a montagem da parte “casa” de seu motorhome, já a parte “motor” é simples, basta, como você adquirir o veículo em uma loja e mostrar que é capaz de pagar pelo financiamento, até aí sem segredos, correto?

Quanto á parte “casa”, o primeiro passo e talvez o mais importante é o planejamento, você precisa rascunhar seu projeto, especificando cada item e fazer um levantamento detalhado dos custos individuais e total, pesquisar preços e condições para pagamento, programar cada compra de acordo com a ordem de uso das coisas e tudo ficará bem mais fácil.

O que você vai precisar no seu motorhome?

Muito provavelmente você queira ter uma cama feita especificamente para ele, talvez um colchão desses de loja mesmo, certamente vai precisar fazer armários e gabinetes, talvez deseje ter alguma poltrona sob medida, ducha para banho, refrigerador, fogão, microondas, som, televisão, ar condicionado, sanitário, fonte e armazenamento de energia, armazenamento de água e esgoto, tubulação, luminárias, inversor de corrente, aquecedor de água, bomba, fiação elétrica e daí por diante.

Percebe que quase tudo isso pode ser parcelado diretamente nas lojas? Nada que um carnezinho das "Casas Bahia" não resolva.

Até mesmo a parte de armários pode ser paga em prestações a uma marcenaria, diretamente ou através de cartão de crédito e se você mesmo for fazer a arte, ainda dá pra comprar o material todo pagando em parcelas em lojas como a Leo Madeiras.

Se tiver algum veículo já quitado, você pode até dar ele como garantia em um empréstimo pessoal que pode chegar a até uns 70% do valor de tabela dele, as possibilidades são muitas e um passeio por sites de bancos ou uma boa prosa com o gerente de sua conta corrente podem te ajudar.

Então o que você está esperando para realizar seu sonho?

bom ou ruim vai da sua avaliacao

Nem tudo são flores na vida do viajante, o caravanista está sujeito a ter decepções ao longo de sua jornada, assim como qualquer outro viajante que sai de sua casa cheio de expectativas que se frustram ao alcançar seu destino, o "trailista" ou "motorhomeiro" também estão sujeitos a imprevistos.

Mesmo com muito planejamento e pesquisa, nem sempre é possível evitar as decepções, por isso é importante ter opções extras ao pegar a estrada com seu motorhome ou com seu trailer, no mínimo umas duas, se a principal não agradar por alguma razão ou até mesmo se não for possível chegar ao local desejado por conta de algum imprevisto, é sempre bom ter alternativas.

E é muito bom quando um viajante compartilha conosco as suas impressões sobre um lugar, nos dando uma ideia prévia do que podemos ter pela frente.

CAMPING DECEPCIONOU VIAJANTE

A fotografia acima foi publicada por um experiente campista em seu perfil na rede social Facebook em 29 de março de 2015 e mostra sua linda Safari estacionada em um ambiente que na minha opinião pessoal é rústico, tosco, um lugar bem espartano, com ares de quintal mal cuidado. Junto à foto ele deixou um desabafo: "Laguna: O camping Molhes da Barra está abandonado e eles tem a coragem de cobrar R$ 30,00 a diária".

Imagine a frustração que ele deve ter tido quando chegou ao local esperando estacionar sua casa sobre rodas em um ambiente bem cuidado e tudo o que encontrou foi um bosque pra estacionar embaixo das árvores.

Tudo bem, você dirá, eu gosto de ambientes selvagens, mas se você levar em conta que o local fotografado por nosso amigo não é um quintalzinho qualquer e sim um camping de grandes dimensões que existe desde 1973, isso assusta, dá a impressão que está realmente abandonado.

Ou seria apenas uma questão de opinião? De "ângulo"? Você decide. Estando ciente do que vamos encontrar, talvez dê pra encarar numa boa, mas... será que vale mesmo a pena pagar para ficar em um lugar como esse?

Enquanto na Europa se investe pesado para proporcionar ambientes cada vez mais bem estruturados para atender ao campista, no Brasil são raros os empreendimentos que dão a devida atenção ao cliente, não raro você encontra espaços com nome de camping em situação de total abandono.

Mas vamos ao outro lado, vamos supor, apenas supor, que o fato foi isolado, que a empresa passou a cuidar melhor do ambiente na última semana e que você queira passar uns dias com seu equipamento estacionado por lá, ou que você, ciente da situação, não se importe e queira ir, afinal o camping fica em um lugar maravilhoso, com praias limpas, paisagens espetaculares...

INFORMAÇÕES SOBRE O CAMPING


De acordo com o site deles na internet, o Camping Molhes da Barra funciona ininterruptamente, 24 horas por dia e 365 dias por ano, dispõe de quartos para casais, cabanas, quartos mobiliados e lofts para até 4 pessoas, totalizando lotação para 120 pessoas, área para até 300 barracas e 100 trailers ou motorhomes.

Tem ali três "baterias" de banheiros, três "complexos" cobertos com churrasqueiras, play ground, cancha de bocha, campo suíço de futebol, em área totalmente arborizada a 50 metros da praia do Mar Grosso e do Molhes da Barra, próximo dos melhores pontos de pesca da região e de local para caminhadas ecológicas.

O endereço é Rua Madre Egidia, 57 e conforme descrição no site, fica próximo a supermercado, farmácia, ponto de táxi e parada de ônibus. De acordo com o Portal MaCamp, lá tem também cantina e a rede elétrica é de 220 Volts. A lista da Gracita informa as coordenadas geográficas do camping: S28 29.666 W4845.947.

Não aceita reservas e pode ser contatado pelos telefones (48) 3647 0686 e (48) 3647 0333 ou por e-mail.

A fotografia assinada por Ronaldo Amboni estava hoje na capa da página deles no Facebook e mostra a entrada do acampamento. Se você quiser ver outras fotos do local feitas pela própria equipe de divulgação da empresa, acesse o site pelo link ali no início do parágrafo e/ou visite a página do camping no Facebook, foi de lá que eu baixei também a foto da baleia assinada por Elvis Palma.


LAGUNA E O MOLHES DA BARRA

O Molhes da Barra fica junto à foz do Rio Tubarão, no município de Laguna, em Santa Catarina, agraciado pela natureza com belas praias e muito visitado por golfinhos, que ajudam os pescadores a localizar os cardumes e capturar os peixes, especialmente as tainhas.

Baleias também visitam o molhes e até pinguins podem ser avistados entre o verão e o outono. A visitação frequente desses belos animais se deve muito provavelmente à temperatura amena da água devido à corrente marítima do Atlântico Sul.

Além dos pescadores o Molhes da Barra também atrai muitos praticantes de surf.

Laguna tem ainda entre seus atrativos naturais várias praias de rara beleza, sendo a mais bem avaliada a do Mar Grosso e algumas delas, a do Gi e a Itapirubá tem inclusive como atrativo dunas de areia. A Prainha abriga o Farol de Santa Marta, o maior farol das Américas e o segundo maior do mundo em alcance. Outras praias muito bem avaliadas: Galheta, Cardoso, Praia Grande, do Iró, Teresa, Cigana, Mané Lome, Ponta do Tamborete, Ipuã e do Sol.


Pertinho da estação rodoviária e em frente ao shopping da cidade existe um monumento chamado Marco de Tordesilhas, erigido para identificar o ponto por onde passava aquela linha imaginária que você que não faltou nas aulas de história deve lembrar muito bem. Só para refrescar sua memória, recordemos que Portugal e Espanha fizeram um acordo através do qual eles decidiram, sem pedir a opinião de mais ninguém, que pertenceria a cada um deles as terras que viessem a ser descobertas em um dos lados dessa linha imaginária. O resto você já sabe.

Há quem assegure que o carnaval da cidade de Laguna é o melhor da região Sul do país, há oito anos a festa é realizada em um sambódromo e ainda antes da data, os ensaios das escolas de samba e dos blocos carnavalescos já atraem a atenção da população, durante o carnaval os foliões seguem os blocos e trios elétricos até a praia.

Confira essas e outras atrações no site da prefeitura e no Trip Advisor (de onde eu tirei a foto do marco) e comente você também não só aqui no blog, como nesses sites de viagens, assim estará ajudando outros viajantes. Na última imagem você vê o gigantesco Farol de Santa Marta em fotografia publicada no site Meu Hotel Barato. Realmente Laguna é um lugar muito bonito.